fbpx

Custos de estoque: veja os principais tipos e como calcular

custos de estoque1
Custos de estoque: veja os principais tipos e como calcular 3

Os estoques desempenham um papel crucial nas operações de uma ampla variedade de empresas, incluindo aquelas dos segmentos varejista, alimentício, de bebidas, ótico, laboratório ópticos, entre outros. A complexidade de realizar uma gestão eficiente desses recursos, somada ao tempo necessário para adquirir e transportar materiais até o consumidor, torna os estoques componentes estratégicos.

Um fator que pode passar despercebido é o impacto que os custos de estoque representam na lucratividade de um negócio. Afinal, se o estoque contiver grandes quantidades de um produto que não está tendo rotatividade, a empresa estará perdendo dinheiro. Por outro lado, se o estoque de um produto com boa demanda não for gerido adequadamente, corre-se o risco de perder vendas por falta de itens.

Neste conteúdo, exploraremos a importância dos custos de estoque, os principais tipos e como calculá-los, visando garantir uma gestão eficiente para a sua empresa.

Custos de estoque o que é?

O custo de estoque refere-se aos gastos associados à manutenção e armazenamento de mercadorias e produtos em uma empresa. Esses custos abrangem uma variedade de fatores, como por exemplo, logística, armazenamento, riscos de falta de estoque, depreciação, entre outros.

É fundamental uma gestão eficaz do estoque, pois, compreender o impacto financeiro que a manutenção oferece permite às empresas reduzir custos e melhorar a lucratividade, além de otimizar o atendimento de acordo com as necessidades dos consumidores.

Benefícios de uma gestão eficiente do seu estoque:

Melhorar o nível dos serviços: O controle de estoque permite uma resposta mais ágil às demandas dos clientes.

Estímulo à economia na produção: Facilitando a produção em larga escala, os estoques promovem eficiências econômicas.

Facilitação de economias de escala em compras e transporte: Estoques estrategicamente posicionados contribuem para maximizar os benefícios nas compras e na logística de transporte.

Proteção contra aumento de preços: Servindo como uma barreira contra flutuações de preços, os estoques proporcionam estabilidade financeira.

Resiliência contra incertezas na demanda e reposição: Atuam como uma proteção contra as incertezas relacionadas à demanda e ao tempo de reposição.

Segurança contra contingências: Em situações imprevistas, os estoques oferecem uma rede de segurança essencial para a continuação da operação.

Indicadores cruciais de desempenho:

A rotatividade do estoque é um indicador valioso para avaliar a eficiência do capital em circulação. Manter o estoque dentro de limites aceitáveis é vital para otimizar as operações e garantir a agilidade financeira.

Benefícios de um ERP para o controle de estoque

Um sistema ERP (Enterprise Resource Planning) é a peça fundamental para otimizar a gestão do estoque da sua empresa. Ao integrar diversas operações e processos em um único sistema, o ERP oferece uma visão ampla e em tempo real de todas as atividades relacionadas ao estoque.

Com ajuda de um sistema ERP, é possível automatizar tarefas, monitorar níveis de estoque, rastrear movimentações de mercadorias, realizar o inventário e o controle do almoxarifado, romaneios de expedição, transferências de estoques e emissão de etiquetas.
Além disso, a integração do estoque com outras áreas, como finanças e vendas, proporciona uma gestão mais eficaz entre os departamentos, promovendo uma resposta ágil às mudanças.

Garanta o crescimento da sua empresa, descubra como um sistema ERP pode transformar a gestão do seu estoque. Conheça a nossa solução ERP Volpe para gestão empresarial. Clique aqui!

Quais são os principais tipos de custo de estoque?

Custo de manutenção

Os custos de manutenção, também conhecido como custo de carregamento, incluem o custo de oportunidade do capital, associados aos impostos e seguros, custos associados ao risco de armazenamento, ou seja, custos de perdas por deterioração, obsolescência, dano e furto.

Custos de pedido

O custo de pedido envolve o processamento de pedidos, e todas as despesas relacionadas à realização do pedido, desde a preparação para atender lotes solicitados até o envio dos produtos. Esses custos incluem gastos fixos, como taxas administrativas e custos variáveis como frete e conferências dos produtos.

Custos de produto

Os custos de produto são todos os valores investidos ou gastos para que a mercadoria seja produzida, ou seja, preço do item quando a reposição se torna necessária.

Custo de falta de estoque:

Esses custos podem ser categorizados entre: custos de vendas perdidas e custos de atrasos. Ambos podem gerar prejuízos e perda direta de receita.

Custo de depreciação

O custo de depreciação está relacionado à perda de valor dos itens em estoque, como por exemplo, produtos perecíveis, tecnologias que se tornam obsoletas e produtos sazonais.

Como calcular o custo de estoque?

Para realizar o cálculo do custo de estoque, utilizamos a fórmula de custo de mercadoria vendida (CMV), uma métrica contábil que representa o valor total gasto para adquirir ou produzir as mercadorias que foram vendidas durante um determinado período. Essa fórmula é fundamental para calcular o lucro bruto da empresa, subtraindo o CMV das receitas de vendas.
A fórmula básica para calcular o CMV é:

CMV = Estoque inicial + compras – estoque final

Onde:

  • Estoque inicial é o valor do estoque de mercadorias no início do período contábil.
  • Compras representam o valor total das mercadorias compradas durante o período.
  • Estoque final representa o valor do estoque de mercadorias no final do período contábil.

Ao calcular o CMV, você obtém o custo total das mercadorias que foram efetivamente vendidas durante o período, permitindo que faça o cálculo do lucro bruto subtraindo esse custo das receitas de vendas.
A fórmula do lucro bruto seria:

Lucro bruto = receitas de vendas – custo de mercadoria vendida

Como reduzir o custo do estoque

Otimizar a gestão do seu estoque possibilita a redução de custos, trazendo diversos benefícios para a sua empresa, incluindo o aumento da margem de lucro.

Utilizar um sistema de gestão de estoque especializado oferece vantagens significativas para as suas operações. Acesse em tempo real informações cruciais sobre seu estoque, permitindo decisões mais rápidas e eficientes. Além disso, facilita a comunicação entre departamentos, garantindo uma visão clara das necessidades de suprimentos.

A automação das tarefas, como reabastecimento e controle de estoque, é outra vantagem, prevenindo e reduzindo potenciais erros manuais.
Conheça o Volpe ERP. Solicite uma demonstração, clique aqui!

gestão empresarial ERP
Custos de estoque: veja os principais tipos e como calcular 4
plugins premium WordPress