fbpx

5 dicas para fazer uma precificação de produtos na sua ótica

5 dicas para fazer uma precificação de produtos na sua ótica
5 dicas para fazer uma precificação de produtos na sua ótica

Saber implementar uma boa precificação dos seus produtos é essencial para que sua ótica permaneça no mercado. Essas ações irão assegurar o valor competitivo e lucratividade para o negócio. Nesse conteúdo abordaremos 5 dicas para te ajudar a precificar os produtos da sua ótica da melhor maneira.

O que é precificação?

Estamos no mês da Black Friday, e durante esse período o mercado fica atento para os preços, quem se destaca no mar das inúmeras promoções oferecidas durante essa data, leva a vantagem.

A precificação de um produto é o processo de definir valores de mercadorias, produtos ou serviços. É composta por alguns pontos que devem ser estudados de forma dedicada, afinal, a precificação pode interferir diretamente nos resultados do seu negócio.

Quando o preço de um produto é baixo demais, isso pode afetar a margem de lucro, mas por outro lado, se for alto demais, pode prejudicar a sua venda. Uma boa estratégia de precificação é aquela onde encontra o equilíbrio entre os dois, ou seja, o ponto ideal.

Como calcular a precificação de um produto?

Confira a seguir 5 passos para precificar corretamente os produtos da sua ótica.

1. Faça o cálculo do custo por unidade

O primeiro passo é identificar o custo da matéria prima, o tempo de produção por unidade, custo de distribuição e da mão de obra. Quando se trata de serviços, o que você deve calcular é o tempo médio gasto para cada atividade.
Com essas informações em mãos, você conseguirá formar um preço que cubra as horas trabalhadas ou o custo que determinado produto gera, para então gerar uma porcentagem de lucro que cubra os custos dos produtos ou serviços.

2. Identifique os custos e as despesas

Essa é a hora de visualizar as despesas da empresa, separando-as entre os gastos fixos e variáveis.

Os gastos fixos são aqueles que são recorrentes, valores que devem ser pagos, independente do valor do faturamento, como por exemplo, os salários dos funcionários. Já os gastos variáveis são aqueles que são esporádicos, ou seja, que não ocorrem com frequência.

Faça um levantamento detalhado de todos esses gastos, e não se esqueça de incluir pontos como: compra de matéria- prima, pagamento de fornecedores, aluguel do imóvel e todos os demais gastos que afetam as atividades da empresa.
Esse passo é importante para evitar riscos de prejuízo futuros em possíveis cenários onde sua margem de lucro está baixa, portanto, mapeie muito bem seus gastos e siga para a próxima dica.

3. Defina sua margem de lucro

A margem de lucro é a diferença entre o custo do seu produto ou serviço comparado ao preço de venda. Por exemplo, um item no qual seu custo é de R$50,00 e a venda é realizada por R$100,00, neste caso, você terá uma margem de lucro de 50%.
Após realizar o cálculo de todos os gastos da empresa, passe para a etapa de definir sua margem de lucro. Ela deve ser calculada seguindo alguns critérios, como: O valor que o mercado utiliza e quanto se pretende obter de retorno para a empresa. Entretanto, deve-se estar atento pois preços muito baixos comprometem as finanças da empresa, mas também, valores superfaturados tendem a afastar os clientes, e causar problemas com estoque encalhado.

4. Diferença entre margem de lucro e markup

Existe diferença entre margem de lucro e markup, e esses termos precisam ser conhecidos no momento de realizar a precificação dos seus produtos. O markup é um índice muito utilizado pelos empreendedores durante a formação dos preços, é uma técnica usada para calcular o preço de venda de um produto ou serviço com base nos custos envolvidos e na margem de lucro desejada.
Para chegar no cálculo do preço de venda utilizando o markup é utilizado como base o custo de produção, ou seja, todos os gastos envolvidos naquele item.

Confira um exemplo de como você pode usar o markup para formar preços em uma ótica.
Você é o proprietário de uma ótica e quer calcular o preço de venda de um par de óculos. Utilizando o markup você pode fazer o seguinte cálculo:

  • Calcule os Custos:

    Custo das armações: R$ 100,00
    Custo das lentes: R$ 50,00
    Custo total = R$ 100,00 + R$ 50,00 = R$ 150,00
  • Defina a Margem de Lucro Desejada:

    Digamos que você deseje uma margem de lucro de 40%.

    Então calcule:
    Markup = (Margem de Lucro / 100) + 1
    Markup = (40 / 100) + 1 = 1,4
  • Aplique o Markup ao Custo Total:
    Preço de Venda = Custo Total x Markup
    Preço de Venda = R$ 150,00 x 1,4 = R$ 210,00

Portanto, o preço de venda sugerido para os óculos seria de R$210,00, considerando uma margem de lucro de 40%. Isso significa que você cobriria seus custos e ainda teria uma margem de lucro desejada.

Lembre-se de que o markup pode variar dependendo da estratégia de precificação da sua empresa, do mercado e de outros fatores. É importante monitorar regularmente seus preços e ajustar seu markup conforme necessário para permanecer competitivo e atender às demandas do mercado.

5. Conheça a margem de contribuição

A margem de contribuição é um conceito importante em finanças e contabilidade, e é especialmente útil no contexto de precificação de produtos ou serviços. A margem de contribuição representa a diferença entre as receitas geradas pelas vendas e os custos variáveis associados à produção ou venda desses produtos ou serviços. Em outras palavras, é a quantia disponível para cobrir os custos fixos e contribuir para o lucro da ótica.


Para calcular a margem de contribuição utiliza a seguinte fórmula:

Margem de contribuição = Valor das vendas – Custos variáveis

Vamos considerar um exemplo para uma ótica, onde vendemos óculos de sol.

Receita total: R$1.000,00 (valor total das vendas de óculos de sol).

Custos variáveis totais: R$400,00 (custo total dos óculos de sol, incluindo matéria-prima, mão de obra, etc.).

Agora, podemos calcular a margem de contribuição usando a fórmula mencionada anteriormente:

Margem de contribuição = R$1.000,00−R$400,00=R$600,00

Então, a Margem de Contribuição para os óculos de sol neste exemplo é de R$600,00.

Agora, se quisermos determinar o preço de venda necessário para atingir uma determinada margem de contribuição ou para cobrir custos fixos e gerar lucro, podemos usar a seguinte fórmula:

Preço de venda = custos variáveis totais + custos fixos + lucro desejado

Vamos supor que os custos fixos da ótica são R$300,00 e que desejamos um lucro de R$200,00. Lembrando que os custos variáveis são os mesmos R$400,00 usados no cálculo anterior.

Preço de venda =R$400,00 + R$300,00 + R$200,00 = R$900,00

Portanto, para atingir a margem de contribuição desejada e cobrir os custos fixos enquanto gera um lucro de R$200,00, o preço de venda dos óculos de sol seria de R$900,00.

Conte com um sistema que ajuda suas metas financeiras

O sistema Vixen Ótica Web é preparado para a gestão completa da sua ótica, pensado para óticas de todos os tamanhos, acesse através da internet, sem a necessidade de instalação.
Com o nosso sistema para óticas fica muito mais fácil fazer a sua gestão financeira. Faça o controle de todas as contas a pagar e acesse diversos relatórios para garantir a saúde financeira da sua ótica.

Acesse: Lançamentos, pagamento, negociações de crediários, e relatórios estratégicos (segmento mês a mês, curva ABC) e muito mais!


Solicite uma demonstração com nossos consultores e conheça as condições exclusivas da Black Friday 2023.

Clique aqui!

plugins premium WordPress